O Caso de Marina Joyce

Marina Joyce é uma Youtuber britânica que costuma falar sobre moda e gravar Make Up Tutorials. Em seus últimos vídeos, alguns fãs começaram a estranhar certos detalhes e atitudes, como olhares assustados e marcas roxas em seus braços. 

O estopim para #savemarinajoyce subir nos trendingtopics do twitter foi um vídeo no qual é possível escutar a garota sussurrando ''help me'' ao fundo. A partir desse momento, foram criadas inúmeras teorias sobre a garota, sendo uma delas a mais bizarra de todas. 

A Youtuber estaria presa em cárcere privado?


Sim, começou com ''help me'' e acabou com vários fãs procurando pistas pelos vídeos. É possível encontrar olhares assustados em quase todos os vídeos. Em um deles, a Youtuber mostra que está sem meias e é possível escutar um barulho de correntes. A partir disso, encontraram sinais nos tweets e até mesmo uma arma encostada no canto do armário. A teoria de cárcere tomou proporções absurdas e de tanto receber ligações, a polícia local acabou indo visitar a garota, que negou a teoria toda.


Ela estaria sobre o efeito de drogas?

A teoria ganhou força por causa das atitudes exageradas e descontroladas durante os vídeos. A mais aceita era de que a Youtuber estivesse fazendo uso de LSD. 

Distúrbio de personalidade?


A mudança brusca entre os vídeos antigos e os novos gerou uma nova teoria de que Marina tivesse entrado em um surto de Bipolaridade ou Esquizofrenia. Os olhares angustiados e as atitudes exageradas mais uma vez colocaram força na tese. Outra teoria era de que a Youtube estivesse em Depressão. 

Uma parte que poucas pessoas perceberam foi um vídeo em que Marina desenha a sua vida, o popular Draw My Life. Nele ela conta que em um momento da sua vida, chegou a se machucar em várias partes do corpo e até a arrancar os seus cabelos. 


Essas foram as teorias mais famosas durante a Tag #savemarinajoyce mas é possível encontrar muitas outras, sendo uma delas a de que Marina na verdade é Deus. Sim, isso mesmo.

O que vocês acham? Deus, sequestro ou apenas atenção para o seu canal?

0 comentários: